Agricultura

Agricultura pode travar alterações climáticas, defende diretor-geral da FAO

Agricultura pode travar alterações climáticas

As alterações climáticas representam um enorme risco para as populações rurais dos países em desenvolvimento, contudo, a agricultura pode ajudar a travar a sua evolução, defendeu recentemente o diretor-geral da FAO, José Graziano da Silva.

De acordo com o Jornal de Angola, o responsável pela pasta da agricultura e alimentação nas Nações Unidas acredita que as alterações climáticas já têm obrigado algumas destas populações rurais a migrarem para outros locais devido a dificuldades. A solução, garante, pode estar na promoção de uma agricultura sustentável.

José Graziano da Silva refere também que desde 2008, a cada segundo que passa uma pessoa tem que ser deslocada devido a desastres relacionados com o clima, um número que chega aos 26 milhões de pessoas por ano.

Para além disso, o diretor-geral da FAO revela que esta tendência deverá intensificar-se no futuro, razão pela qual o desenvolvimento agrícola e rural deve ser parte das soluções para os problemas climáticos que afetam o globo.

Nesse sentido, a FAO e a Organização Internacional para as Migrações foram escolhidas como líderes para o Grupo Global sobre Migração para 2018, uma entidade que reúne 22 instituições das Nações Unidas. Na agenda está o combate às causas das migrações, nomeadamente as alterações climáticas.