Agroindústria

Comissão Europeia anuncia plano para aumentar produção de proteínas vegetais

Comissão Europeia anuncia plano para aumentar produção de proteínas vegetais

A Comissão Europeia anunciou esta segunda-feira (19 de fevereiro) a intenção de criar um plano estratégico europeu que responda ao défice de proteínas vegetais necessárias, por exemplo, para a produção de ração animal.

No site oficial do Conselho Europeu pode ler-se que “este plano, que deverá ser publicado até ao final de 2018, irá focar-se em: investigação e inovação; desafios agronómicos e benefícios ambientais das proteínas vegetais; desenvolvimento de potencial na cadeia de abastecimento e no mercado para as proteínas vegetais na UE em diferentes segmentos de mercado”.

A notícia da criação deste plano foi dada durante a reunião do Conselho de Ministros da Agricultura que decorreu na Bulgária e onde os ministros da Agricultura da União Europeia ouviram dados importantes como o facto de a UE ainda importar cerca de 95% da soja que necessita para a alimentação animal.

A European Compound Feed Manufacturers’ Federation (FEFAC), organização que representa 23 associações nacionais europeias, emitiu entretanto um comunicado em que defende que esta medida é bem-vinda, sobretudo naquele que é o setor que mais utiliza proteínas vegetais –  da produção de rações animais.

A organização que representa os produtores de rações animais diz, no entanto, que este plano europeu deve focar-se na competitividade das proteínas vegetais produzidas no mercado doméstico e também que “os programas de investigação europeus são cruciais para aumentar a eficiência da produção de proteínas vegetais e o consumo por animais de produção”.

De acordo com os dados divulgados pela FEFAC, os animais de produção da União Europeia são responsáveis por um consumo anual de 480 milhões de toneladas de ração.