Agroindústria

Do prado ao prato o desperdício chega aos 30%

Do prado ao prato o desperdício chega aos 30%

A cadeia alimentar da União Europeia regista um desperdício anual de cerca de 88 milhões de toneladas e desde a produção agrícola até ao consumidor final as perdas atingem os 30%. Os números foram avançados pelo secretário de Estado da Agricultura e Alimentação, Luís Medeiros Vieira, durante a cerimónia de assinatura dos contratos de financiamento de projetos de Economia Circular.

Durante a cerimónia, o governante defendeu a necessidade de políticas ativas que promovam uma redução significativa do desperdício alimentar e afirmou que o Governo tem dedicado, desde a tomada de posse, uma especial atenção a esta questão.

No final de 2016, o Executivo criou a Comissão Nacional de Combate ao Desperdício Alimentar com o objetivo de promover a redução do desperdício alimentar através de uma abordagem integrada, propondo uma Estratégia Nacional de Combate ao Desperdício Alimentar e um Plano de Acão.

Nesse sentido, será apresentada no próximo dia 16 de outubro (Dia Mundial da Alimentação), uma estratégia que incluirá ações de sensibilização e de educação e a criação de uma plataforma eletrónica que assegure a gestão interativa de bens alimentares com risco de desperdício. “O desperdício, enquanto tradicional fator gerador de perda de recursos para a economia e perda de valor para as empresas, está a transformar-se progressivamente numa valorização dos recursos, e o que era encarado como uma ameaça, representa atualmente novas oportunidades de negócio”, defende Luís Medeiros Vieira.