Agroindústria

Estratégia nacional de combate ao desperdício alimentar aprovada

Governo vai criar Conselho de Segurança Alimentar e Nutricional

A Estratégia Nacional de Combate ao Desperdício Alimentar foi esta quinta-feira (5 de abril) aprovada em Conselho de Ministros. O Executivo quer reduzir em cerca de metade o atual desperdício alimentar, de 1 milhão de toneladas por ano, até 2030.

A estratégia agora aprovada inclui um total de 14 medidas de combate ao desperdício alimentar e de promoção do aproveitamento de alimentos, nomeadamente a criação de um selo para as empresas que realizem ações pioneiras a este nível.

Outra das medidas anunciadas pelo Governo foi a criação de pontos de venda específicos e facilmente identificáveis pelos consumidores para produtos em fim de prazo de validade dentro das grandes superfícies, um sistema que deverá ser regulado até julho.

Destaque ainda para a intenção de iniciar um projeto piloto para a doação de alimentos. De acordo com o Executivo, a iniciativa deverá traduzir-se numa plataforma que una a oferta e a procura, facilitando o contacto entre doares e beneficiários, para que o circuito de alimentos se possa estabelecer com eficácia, retirando do desperdício toneladas de alimentos.

Por fim, o Governo já anunciou também que o índice de desperdício alimentar e os índices de produção e consumo vão passar a integrar as estatísticas oficiais do país. Assim, dentro de dois anos estes dados devem estar recolhidos e constar do portal do INE, numa área dedicada ao desperdício alimentar.