Vinha e Vinho

José Maria da Fonseca leva edição limitada do Moscatel Roxo de Setúbal a leilão

José Maria da Fonseca leva edição limitada do Moscatel Roxo de Setúbal a leilão

A José Maria da Fonseca vai lançar 184 garrafas numeradas de Moscatel Roxo de Setúbal Superior 1918, 100 das quais estarão em leilão no próximo dia 25 de outubro na Casa Museu da José Maria da Fonseca, em Vila Nogueira de Azeitão.

Para além das garrafas de Moscatel Roxo de Setúbal Superior de 1918, estarão em licitação um total de 34 lotes de outras colheitas antigas de Moscatel de Setúbal e aguardentes, uma garrafa de Apothéose, e um Bastardinho de Azeitão com mais de 80 anos, do qual irão apenas ser produzidas 40 garrafas.

José Maria da Fonseca leva edição limitada do Moscatel Roxo de Setúbal a leilão

 

A data de colheita do Moscatel Roxo de Setúbal Superior 1918 coincide com o nascimento de Fernando Soares Franco, que será também celebrado neste leilão.

“A José Maria da Fonseca possui um património ímpar de Moscatéis de Setúbal, assumindo com isso uma enorme responsabilidade na preservação não só da coleção de colheitas que cuidadosamente envelhecem na Adega dos Teares Velhos como na preservação do património cultural e histórico da produção de Moscatéis de Setúbal. Parte desta cultura mantém-se viva com a continuação das tradições como é o caso das seculares provas e classificações de cada colheita, que até hoje são marcadas em determinadas categorias, ora por letras, ora por palavras, como dos Leilões de Moscatel de Setúbal da José Maria da Fonseca”, explica o produtor em comunicado.

Estes leilões iniciaram-se ainda no século XIX e, depois de um interregno, retomaram em 2008, com o lançamento do Moscatel Roxo Superior de 1960.