Vinha e Vinho

Quinta do Crasto quer mostrar que rosés “devem ser levados a sério”

Quinta do Crasto quer mostrar que rosés “devem ser levados a sério”

A Quinta do Crasto acaba de lançar o seu primeiro vinho rosé: o Crasto Rosé 2016. De acordo com o produtor, para este lançamento será disponibilizada apenas uma quantidade limitada de garrafas, uma vez que o objetivo é fazer uma abordagem inicial ao consumidor.

De acordo com a Quinta do Crasto, trata-se de um vinho “simultaneamente irreverente e sério” e que vem cumprir um sonho antigo da equipa de enologia da Quinta do Crasto, mostrando que “os vinhos rosé podem e devem ser levados a sério”.

“Produzido à base das castas Touriga Nacional (85%) e Tinta Roriz (15%), apresenta uma cor salmão brilhante e uma intensa expressão aromática onde se destacam notas frescas de frutos silvestres do Douro e suaves notas florais. O primeiro contacto é apelativo, evoluindo para um vinho elegante de bom volume e estrutura polida, composta por taninos de textura suave e boa mineralidade. Um vinho refrescante, equilibrado e com um enorme potencial gastronómico, já que é capaz de chegar onde brancos não chegam e onde tintos se revelam em demasia”, explica.

O novo Crasto Rosé 2016 tem distribuição exclusiva da Heritage Wines e chega ao mercado por 9,90 euros.