Azeite

Brasil fiscaliza casos de fraude no azeite

fraude no azeite brasileiro

Um estudo recentemente publicado demonstrava que há marcas brasileiras a vender azeite como sendo de Portugal. O ministro da Agricultura português, Capoulas Santos, já anunciou que o ministério da Agricultura brasileiro tem a decorrer várias ações de fiscalização para avaliar a possibilidade de existir situações de fraude.

De acordo com o ministério da Agricultura nacional, “o Ministro da Agricultura do Brasil transmitiu que estão já em curso diversas ações de fiscalização” e que essas “serão intensificadas nos próximos dias”. O Governo português afirma que está em causa “um dos mais emblemáticos produtos portugueses” e que é “urgente combater” as “práticas ilegais” relacionadas com o azeite.

Depois da polémica com a carne brasileira, veio recentemente a público um estudo que sugeria a retirada do mercado, por fraude ao consumidor, de sete marcas de azeite, algumas identificadas como de origem portuguesa e assinaladas como sendo “azeite extra virgem”.

A Casa do Azeite disse na passada semana à agência Lusa que vai apresentar uma reclamação formal junto da defesa do consumidor brasileira contra as marcas que falsificam o produto e a sua origem, algumas das quais “marcas reincidentes nestas fraudes”.