Eventos

Cersul mostra como ser competitivo no olival e no amendoal

Dia de Campo olival e amendoal - Cersul - Vida Rural

A Cersul (Agrupamento de Produtores de Cereais do Sul) realizou recentemente na Herdade da Torre das Figueiras, em Monforte, um dia de campo dedicado à competitividade no olival e no amendoal.

José Maria Falcão, diretor da Cersul, recebeu na sua exploração cerca de 150 pessoas que tiveram a oportunidade de perceber como se pode aumentar a rentabilidade de forma sustentável.

“As quatro empresas geridas por José Maria Falcão e sua família compreendem uma área total de cerca de 2000 hectares, dos quais 330 hectares de olival intensivo e superintenso e 12 hectares de olival tradicional e de 67 hectares de amendoal superintenso, além de uma área de 10 hectares de romãs em sistema intensivo. Nos últimos 15 anos, este agricultor investiu cerca de 5 milhões de euros para diversificar a produção da sua exploração agrícola, anteriormente dedicada exclusivamente à produção de cereais, forragens e gado bovino”, refere a Cersul em comunicado.

“A introdução de novos métodos produtivos, como o superintenso, e de técnicas culturais mais amigas do ambiente, como a sementeira direta e a mobilização na zona, o enrelvamento na entrelinha em culturas permanentes e o uso de sondas de monitorização da humidade do solo na gestão da rega, permitiram aumentar a produtividade e reduzir custos na exploração”, acrescenta.

Sobre o olival, cultura onde foi um dos agricultores pioneiros em Portugal na introdução do sistema superintenso, José Maria Falcão explicou que tem vindo a realizar ensaios de variedades, compassos de plantação e condução da cultura em conjunto com a Todolivo e a Universidade de Évora, tendo apostado nas variedades portuguesas de azeitona Galega e Cobrançosa em sistema superintenso. “É uma loucura fazer Galega em superintenso do ponto de vista técnico, mas apostei nesta variedade porque é uma das variedades dos azeites com denominação de origem protegida (DOP) muito procurados pelos consumidores, pela sua qualidade e diferenciação”, defendeu José Maria Falcão.

Este dia de campo foi o segundo de três iniciativas dedicadas à ‘Competitividade do Amendoal e do Olival’, a primeira das quais se realizou recentemente em Elvas. Recorde-se que a Cersul foi recentemente premiada nos prémios da VIDA RURAL com o prémio Organização de Produtores que Marca.