Pagamentos Diretos

Comissão Europeia propõe redução anual dos pagamentos diretos para criar fundo de reserva para crises

produção de trigo

A Comissão Europeia adotou uma proposta para a redução dos gastos anuais com os pagamentos diretos aos agricultores com o objetivo de criar um fundo de reserva para situações de crise. A medida reduz os gastos da PAC, especificamente os pagamentos diretos financiados pelo European Agricultural Guarantee Fund (EAGF), com o objetivo de poupar cerca de 400 milhões de euros para eventuais crises nos mercados agrícolas.

O valor poupado deverá ser usado num fundo de reserva que estará disponível no orçamento da PAC para 2018.

Já na passada semana, durante o Forum for the Future of Agriculture, Phil Hogan, Comissário Europeu para a Agricultura, tinha defendido a necessidade de reduzir o valor gasto nos pagamentos diretos, assim como medidas que permitam modernizar e simplificar a Política Agrícola Comum.