Por onde passa a eficiência em agricultura?

Aumentar a eficiência dos sistemas de produção é o desafio dos agricultores portugueses e o tema esteve em discussão no Porto, na conferência ‘Eficiênciocultura’, promovida pela revista Vida Rural no passado dia 19 de junho.

Susana Carvalho, docente e investigadora da Faculdade de Ciências do Porto, focou a sua apresentação nas culturas protegidas e chamou a atenção para os NGS (New Growing Systems) e para os ganhos ambientais e financeiros da utilização de sistemas fechados em estufas, com reutilização da drenagem e duplicação da intensidade de plantação. A agricultura vertical e as chamadas fábricas de plantas são uma clara tendência em desenvolvimento noutros países mas ainda sem grandes exemplos em Portugal.

Fernando Alves, da Symington Family Estates, trouxe o exemplo da viticultura de precisão aliada à sustentabilidade. Com custos de produção muito elevados, o Douro está a apostar na precisão para tirar partido da heterogeneidade das suas parcelas e investe na mecanização e robotização para suprir as dificuldades de mão-de-obra.

Avelino Balsinhas, da Bayer Crop Science, estima que a agricultura vai registar aumentos de produtividade de 25% até 2050, com base na evolução tecnológica. E revela que os sensores vão permitir tornar mais eficiente a agricultura em pequena propriedade.

José Boaventura, professor na UTAD e investigador no INESC TEC frisou que a digitalização da economia e a recolha automática de grandes quantidades de dados vão possibilitar a tomada de decisões para otimizar a produtividade de modo sustentável. Mas os desafios são vários, desde logo pelo custo da tecnologia que pode não ser acessível aos pequenos e médios produtores.

A fechar esta conferência, uma mesa redonda para discutir os desafios da eficiência na pequena dimensão, onde participou o advogado Francisco Sousa Coutinho, da Vieira de Almeida Advogados, Isabel Valin, do Instituto Politécnico de Viana do Castelo, Rui Pinto, da Cooperativa Agrícola de Felgueiras e Firmino Cordeiro, da AJAP.

Patrocinadores
Patrocínio Platinium
Bank Sponsor

 

 

Patrocínios Gold

 

Patrocínios Silver

 

 

Organização
Local de realização

download245

O Porto Palácio localiza-se perto do moderno centro de negócios do Porto na Av. da Boavista, 1269. Convenientemente localizado para todas as principais artérias de acesso ao Porto. Pela autoestrada A1, na primeira saída após a Ponte da Arrábida (Bessa Leite), o Hotel está localizado do lado direito da Avenida da Boavista. De comboio a 7 Km da estação da Campanha.

Coordenadas GPS:  41° 9’34.16″N   8°38’21.84″O

Patrocinar

Porquê Patrocinar

Novas oportunidades de negócio

  • Novos contactos
  • Reforço das relações com clientes actuais
  • Contacto directo com todos os players do sector

O Reforço da Visibilidade da imagem da Marca/Empresa

  • Presença do logótipo em vários suportes de comunicação
  • Presença de material da empresa no evento
  • Divulgação na revista Vida Rural

Projecção da sua empresa como líder
Prestígio e consolidação da marca
Networking de qualidade
Público-alvo seleccionado para maximizar a sua participação
Campanha de marketing integrada

Contactos

Grupo IFE
Rua Basílio Teles, 35 1º dto.
1070-020 Lisboa
Tel.: (00 351) 210 033 800
E-mail: geral@ife.pt

Expor e Patrocinar
António Gabriel
Tel.: (00 351) 210 033 806
E-mail: agabriel@ife.pt

Inscrições/Logística 
Ana Paredes
Tel.: (00 351) 210 033 824
E-mail: aparedes@ife.pt