Agroalimentar

Economia nacional cresce com “grande contributo” do agroalimentar

Capoulas Santos - ministro Agricultura - Vida Rural

No dia em que foi revelado o crescimento do PIB nacional, o ministro da Agricultura, Capoulas Santos, sublinhou que a Agricultura “está a dar um grande contributo para o desempenho económico do país”, recordando que em março deste ano, “em comparação com o período homólogo, o complexo agroalimentar aumentou as exportações em 28%”. Para além disso, no primeiro trimestre deste ano, as exportações nacionais de produtos agroalimentares cresceram 20%.

Estas declarações foram proferidas à margem de uma visita a duas explorações agrícolas do sul do país, a Vitacress e a Maravilha Farms, duas empresas que, segundo o Ministério da Agricultura, “constituem exemplos de investimento estrangeiro em Portugal na área da agricultura que têm vindo a crescer sustentadamente ao longo dos anos.”

Sobre os pequenos frutos, o responsável pela pasta da Agricultura referiu que se tratam de “uma surpresa para o país”, tendo em conta que atingiram 117 milhões de euros em exportações no ano passado “o que representou um aumento de 24% em valor e de 36% em quantidade relativamente ao ano anterior”.

Tanto a Vitacress como a Maravilha Farms anunciaram recentemente novos planos de investimento na expansão da área de exploração e num aumento de produção. Para Capoulas Santos, isto mostram que “Portugal e esta zona do Sudoeste têm todas as condições para serem a muito curto prazo a Califórnia da Europa”, zona de excelência para a produção deste tipo de culturas.

A Maravilha Farms, empresa agrícola de frutos vermelhos instalada no Litoral Alentejano e no Algarve, anunciou esta semana que prevê investir 19 milhões de euros nos próximos cinco anos para duplicar a área de produção. A Vitacress, por sua vez, explora atualmente uma área total de produção de 280 hectares, aos quais se juntam 15 hectares de túneis e 13 hectares de estufas.