Castas de Portugal

Castas de Portugal: Jaen

Castas de Portugal Jaen

Casta autóctone portuguesa

Mencía (Bierzo – Espanha).

A actual utilização desta casta em plantações é muito baixo, inferior a 0,5%.

Informação Viticert

Morfologia

Extremidade do ramo jovem: Aberta, com carmim generalizado e fraco, nula densidade de pêlos prostrados.

Folha Jovem: Verde, página inferior glabra.

Flor: Hermafrodita.

Pâmpanos: Verde, com gomos verdes.

Folha Adulta: Pequena, pentagonal, com cinco lóbulos. Limbo verde médio, irregular, liso. Página inferior glabra. Dentes médios e convexos. Seio peciolar aberto, com a base em V, seios laterais abertos em V.

Cacho: Médio, cónico, compacto. Pedúnculo de comprimento médio.

Bago: Arredondado, médio e negro-azul; película medianamente espessa, polpa mole.

Sarmento: Castanho amarelado a escuro.

Dr. Eiras Dias INIAP-EVN

Castas de Portugal - Casta Jaen

Fenologia

Abrolhamento: Época média, 9 dias após a ‘Castelão’.

Floração: Época média, 7 dias após a ‘Castelão’.

Pintor: Precoce, 5 dias antes da ‘Castelão’.

Maturação Época média, em simultâneo com a ‘Castelão’, apresentando baixos teores de acidez.

Dr. Eiras Dias INIAP-EVN

Fisiologia

Porte semi-erecto. Vigor médio. Boa produtividade e regular.

Pouco sensível ao desavinho e ao stress hídrico. Muito sensível ao míldio, ao oídio e à podridão.

Dr. Eiras Dias INIAP-EVN

Valor genético

Variabilidade intravarietal do rendimento médio

(CVG = 7,15% e h2G 22,7%)

Prof. Antero Martins ISA

Casta classificada

Vinho regional: Minho, Trás-os-Montes, Beiras e Estremadura.

Vinho de qualidade: IPR Lafões, DOC’s Douro, Bairrada, Dão, Cova da Beira, Alenquer, Arruda, Torres Vedras e Ribatejo.

Informação Anuário IVV

Descrição geral

Apresentam um cacho de tamanho médio e compacto. Possui bagos pequenos, uniformes, arredondados, com epiderme negro-azul, com média pruína; a polpa, não corada, é mole e suculenta. É muito produtiva, de maturação precoce e teor alcoólico regular. Confere aos vinhos um aroma intenso de fruta muito madura. Possui taninos de qualidade e de grande macieza.

castas de Portugal Jaen

Descrição do vinho monovarietal

Vinho de cor rosada, aroma muito frutado, estrutura equilibrada, ligeiramente acídulo, paladar muito prolongado. Aroma intenso e delicado, lembra amoras e mirtilos, apesar de um pouco rústico, o carácter do seu aroma e a persistência que deixa na boca tornam estes vinhos inesquecíveis.

Prof. V. Loureiro

Qualidade do material vegetativo

Material policlonal garantia Porvitis. Material certificado clone: 91, 92, 93, 94, 95, 96 e 97 (ISA/RNSV).

Alguns vinhos no mercado

Adega Cooperativa de S. Paio de Gouveia, Piornos Tinto Jaen, Quinta da Murqueira.