- Vida Rural - http://www.vidarural.pt -

Granfer vai produzir abacate no Alentejo

A Granfer, empresa de Óbidos especializada na produção e comercialização de frutícolas, está a investir na plantação de um pomar de abacate [1] em Alcácer do Sal. O projeto resulta de uma parceria com a gigante sul africana Westfalia, com quem foi feita uma joint venture para a criação de uma empresa especializada na produção de abacate: a Westfalia Fruit Iberia.

Em declarações à VIDA RURAL, Daniel Ferreira, country manager desta nova empresa, revelou que Westfalia Fruit Iberia é detida em partes iguais pelas duas empresas (Granfer e Westfalia) e vai dedicar-se exclusivamente ao negócio do abacate, com a plantação de 150 hectares no Alentejo [2] numa propriedade única, em Alcácer do Sal. “Neste momento está plantado cerca de metade do projeto e a segunda metade será plantada na próxima Primavera”.

A aposta caiu na variedade Hass, a mais comercializada em todo o mundo e que representa 90% das vendas mundiais deste fruto, mas também na exclusiva Gem [3], “uma variedade desenvolvida pela Westfalia em parceria com a Universidade da Califórnia, e cujos royalties são detidos pelos nossos parceiros”, avançou Daniel Ferreira.

A plantação iniciou há cerca de dois anos e este ano será o primeiro com produção teste. A ideia é exportar para os países europeus onde a Westfalia já tem negócio.

Tecnologia ameniza risco

A decisão de plantar uma cultura sub tropical como o abacate no Alentejo foi ponderada face às grandes amplitudes térmicas, com calor excessivo nos meses mais quentes e temperaturas demasiado baixas e risco de geadas em outras alturas do ano. “O fator climático foi tido em conta antes do investimento avançar e temos mecanismos que foram desenvolvidos e aplicados noutras culturas e regiões para proteger os pomares das amplitudes térmicas desfavoráveis nesta região”, conta Daniel Ferreira. Para isso, a empresa está a utilizar a rega aérea por aspersão (e não gota-a-gota) com o objetivo não só de levar água à planta, mas também de protegê-la de temperaturas extremas.

Para já a Westfalia Fruit Iberia não pensa em novas geografias e vai consolidar o projeto alentejano, cuja produção nesta fase será encaminhada para a central fruteira da Granfer, em Óbidos.

*a jornalista viajou para Madrid a convite da Portugal Fresh