Leite

Preços do leite em recuperação na UE

preços do leite na União Europeia

A Comissão Europeia publicou esta semana as suas perspetivas de curto prazo para as culturas arvenses, carne e produtos lácteos na União Europeia em 2017 e 2018. Os principais resultados mostram que, fruto de uma quebra na oferta de leite na região no final de 2016, os preços do leite têm vindo a recuperar.

De acordo com o relatório, “as exportações e a procura interna conduziram a uma subida histórica dos preços da manteiga e uma recuperação significativa dos preços do queijo”. Ficamos também a saber que as entregas de leite na União Europeia cresceram cerca de 0,4% face a 2015, contudo os números variam de acordo com os Estados-Membros. Países como Holanda, Irlanda, Itália e Polónia aumentaram o número de entregas de leite, mas Portugal Reino Unido, Bélgica e França registaram quebras na recolha de leite.

O documento sublinha que em 2017 poderão existir vários fatores a influenciar o preço do leite e de outros produtos lácteos, nomeadamente um pico que se avizinha na recolha de leite na região e uma recuperação na recolha de leite na Nova Zelândia. “Por outro lado, os preços das rações relativamente baixos irão ajudar as margens dos produtores”, acrescenta.

Conheça estes dados em detalhe aqui.