Cereais

Agricultores brasileiros preocupados com a produção de milho

Agricultores brasileiros preocupados com a produção de milho

A produção de milho do Brasil deverá cair na próxima campanha. De acordo com as estimativas dos analistas, a próxima campanha deverá ficar-se pelos 23,4 milhões de toneladas, uma revisão em baixa face ao estimado inicialmente e que se deve a uma quebra de produção nos estados do sul do país.

Os produtores brasileiros, que estiveram esta semana reunidos no 7º Encontro de Previsão da Safra da Associação Nacional dos Exportadores de Cereais (ANEC) e da Associação Nacional dos Exportadores de Algodão (ANEA), mostraram-se preocupados com as previsões de colheita.

André Pessôa, CEO da empresa Agroconsult, explicou que “as chuvas tardias atrasaram a plantação do milho e nem todos os produtores conseguiram plantar o milho no período ideal”. O produtor diz ainda que nestas condições “os produtores investem menos em fatores de produção e a nível tecnológico, o que aponta para uma produtividade menor”.

No caso do algodão, a previsão é de um recorde no estado de Mato Grosso, considerado o ‘celeiro’ do Brasil, e de manutenção da produção no resto do país face à última campanha.  “O país já plantou 1450 milhões de toneladas na campanha de 2010/2011 – quando bateu o recorde – e este ano deve plantar 1330 milhões de toneladas. Percebemos um crescimento da recuperação na área de algodão devido à rentabilidade”, sublinha André Pessôa.