Agricultura

Agricultores da região de Coimbra consideram apoios aos produtores afetados pelos incêndios “insuficientes”

Agricultores da região de Coimbra consideram apoios aos produtores afetados pelos incêndios “insuficientes”

O Conselho Intermunicipal da Comunidade Intermunicipal da Região de Coimbra (CIM RC) esteve recentemente reunido e revelou considerar insuficientes os níveis de ajuda anunciados pelo Governo para os agricultores afetados pelos incêndios de 15 e 16 de outubro.

De acordo com a publicação regional Notícias de Coimbra, os agricultores da região consideram os apoios anunciados insuficientes tendo em conta a extensão dos danos e os prejuízos provocados pelos incêndios no setor agrícola quer do ponto de vista patrimonial, quer ao nível do bem-estar mínimo das pessoas afetadas.

O Conselho Intermunicipal da CIM Região de Coimbra aprovou entretanto um documento em que propõe a reformulação das ajudas públicas previstas para a agricultura social e de subsistência, defendendo a simplificação do acesso às medidas de apoio até 5 mil euros, nos moldes do programa REVITA, aplicado pelo Governo nos concelhos fustigados pelos incêndios do passado mês de junho.

Para além disso, segundo o CIM RC, os empresários ligados ao setor agrícola, com prejuízos registados entre os 50 mil euros e os 235 mil euros, “devem ter acesso aos mesmos mecanismos financeiros definidos pelo Governo para o setor empresarial, uma vez que não é admissível que os empresários agrícolas tenham o apoio ao restabelecimento do potencial agrícola de 50 por cento, enquanto os empresários de outros setores de atividade são financiados a 85%”.