Agricultura

Agricultura deve investir em sistemas de luta contra “irregularidade do clima”

Agricultura deve investir em sistemas de luta contra “irregularidade do clima”

Quem o diz é o professor catedrático do Instituto Superior de Agronomia (ISA) António José Monteiro: os agricultores devem apostar em sistemas que permitam “lutar contra a irregularidade” do clima, nomeadamente ao nível do regadio.

Em declarações à agência Lusa, o professor catedrático refere que o país irá “sofrer muito” se o inverno for seco e sublinha que a irregularidade climática dificulta a gestão agrícola, uma vez que a produção está preparada para uma determinada variação e “quando tudo se inverte as plantas reagem muito mal”.

Para além disso, defende que as culturas que consomem mais água, como é o caso dos hortícolas, vão ser “penalizadas” devido à seca que o país atravessa e se a precipitação não for suficiente durante o inverno.

“Nós cada vez temos de investir mais em sistemas que nos permitam lutar contra a irregularidade, nomeadamente os sistemas de rega. Aqui há 20, 30 anos faziam-se muitas culturas a que chamamos de sequeiro – não se regava, confiava-se que vinha chuva. Como o clima está muito mais irregular, um agricultor não pode confiar só na chuva, tem de ter ferramentas – um sistema de rega, outros sistemas de intervenção – para poder acorrer à cultura quando o clima não está de acordo”, explicou António José Monteiro.