Agroindústria

Campanha recorde ameaça bloquear produção de azeite

Última campanha de produção de azeite ultrapassa a 120 mil toneladas

A produção de azeite poderá bloquear, alertam as cooperativas. As três grandes unidades de receção de bagaço de azeitona proveniente dos lagares que processam toda a azeitona produzida no Alentejo ”têm a sua capacidade estática de armazenamento praticamente esgotada”, devido aquela que é considerada a maior campanha de sempre, revela a Confagri em comunicado.

“Falta muito pouco para que todo o setor paralise, desde a apanha de azeitona aos lagares que a transformam, facto que a verificar-se poderá provocar prejuízos incalculáveis aos agricultores e empresas ligadas ao setor. A campanha de produção de azeite que está a decorrer será a maior de sempre, desde que existem registos, prevendo-se uma produção superior a 140 mil toneladas de azeite”, refere a Confagri.

Por outro lado, explica a confederação, “um verdadeiro caos ambiental poderá ocorrer ao não haver onde colocar aquele bagaço de azeitona”, uma vez que se estima que este ano a produção possa vir a atingir os 600 000 000 Kgs.

O setor Cooperativo, através da FENAZEITES e sua associada UCASUL – União de Cooperativa Agrícolas, tem vindo a sensibilizar as entidades responsáveis para esta situação.

“A ausência da aceitação de uma estratégia global equilibrada para o setor, pelos organismos competentes, tem provocado estes desequilíbrios estruturais, que estão já a penalizar todo o setor nacional, nomeadamente em Trás-os-Montes e no Alentejo, onde o estrangulamento na receção dos bagaços de azeitona levará ao colapso das atividades relacionadas”, alerta, ainda, a Confagri.