Agricultura

Capoulas Santos insiste na necessidade de “inovar” para responder aos desafios da PAC

ministro da Agricultura

Capoulas Santos, ministro da Agricultura, voltou a defender a necessidade de “prosseguir o apoio ao investimento na inovação e na investigação como forma de dar resposta aos maiores desafios que a Política Agrícola Comum (PAC) atual e futura enfrentará, nomeadamente no campo das alterações climáticas”. Estas declarações foram proferidas durante a sessão de abertura do Agri Innovation Summit’2017.

Com o Comissário Europeu para a Agricultura, Phil Hogan, presente, o responsável pela agricultura nacional sublinhou que o investimento em investigação e inovação “não pode ser visto como uma necessidade apenas para a agricultura de maior dimensão”, devendo antes ser “transversal, inclusivo e abrangente”.

O ministro da Agricultura aproveitou também para realçar o interesse que a medida ‘Grupo Operacionais’, financiado pelo FEADER, está a suscitar no setor, com 75 projetos já aprovados. Esta medida terá um financiamento total de 32 milhões de euros, 20 dos quais apoiados por fundos públicos. Todos estes projetos pretendem resolver problemas do setor com base em novas tecnologias, inovação e conhecimento que resulte da investigação.

Luís Capoulas Santos destaca, neste âmbito, “o reconhecimento de Portugal como um exemplo na área da investigação e inovação, o que justifica, de resto, a escolha do nosso país para anfitrião desta primeira cimeira”. “Portugal, ao coorganizar este evento, quer dar não só um contributo para a promoção da inovação a agricultura na Europa, mas também a afirmar-se como país que está a adaptar a investigação e a inovação como veículos decisivos para o seu conhecimento e desenvolvimento”, conclui.