Floresta

Comissária Europeia do Desenvolvimento Rural “satisfeita” com recuperação portuguesa depois dos incêndios

Comissária Europeia para o Desenvolvimento Rural visita zonas afetadas pelos incêndios em Portugal

A Comissária Europeia do Desenvolvimento Rural, Corina Cretu, esteve esta semana em Portugal, acompanha pelo ministro da Agricultura, Capoulas Santos, para visitar as zonas afetadas pelos incêndios deste verão.

O programa da visita incluiu, para além das zonas ardidas, uma empresa atingida pelos incêndios – Markus Bosch -, em Pedrógão Grande, assim como uma unidade de turismo danificada pelos incêndios, a Eco Turismo Várzea da Raposa, em Figueiró dos Vinhos.

Durante a visita, a Comissária Europeia sublinhou que “a nossa presença é para dizer às pessoas e aos locais que não estão sozinhos” e mostrou-se satisfeita por ver que algumas empresas “já começaram a receber o dinheiro e a reconstruir a sua confiança”.

Segundo Corina Cretu, Bruxelas tem mostrado empenho ao procurar ajudar a região “desde o primeiro momento”, seja na reprogramação do programa operacional regional do Centro, seja na mobilização de aviões de combate.

Ainda assim, a responsável revelou que está a ser trabalhada uma reforma do sistema de mecanismo europeu de Proteção Civil, uma vez que a Europa ainda “não está muito bem preparada” para a resposta nos primeiros dias. Para além disso, a Comissária Europeia frisou que o Fundo de Solidariedade Europeu poderá ser revisto de forma a garantir alguma margem aos Estados-membros nas suas candidaturas, anunciando que a Comissão “está à espera” que as autoridades portuguesas “avaliem os prejuízos com os últimos incêndios em outubro” para que seja atualizado “o valor atribuído pelo fundo de solidariedade”.