Regadio

EDIA disponibiliza água para abeberamento de gado e rega de emergência

Os primeiros agricultores do Alentejo em exposição

Para ajudar os agricultores a combater a seca climatérica que o país atravessa, a EDIA, entidade responsável pela gestão do Empreendimento de Fins Múltiplos de Alqueva (EFMA), anunciou que irá facilitar o acesso à água nas suas infraestruturas e reservatórios para fins de abeberamento de gado e para a rega de emergência de culturas.

Em comunicado, a EDIA explica que “os agricultores que desejem obter acesso à água para fins de abeberamento de gado ou para rega de emergência podem dirigir-se à sede da EDIA, em Beja, ou às delegações dos diferentes perímetros de rega para procederem à sua inscrição, tendo a EDIA facilitado os procedimentos administrativos para assegurar a flexibilização e facilitação de pontos de acesso à água para rega, a título precário, através de reservatórios, albufeiras do sistema primário e hidrantes periféricos da rede primária e secundária de rega.”

Para além disso, a entidade informa que irá analisar o ponto de situação da rede e as condições em que os volumes requeridos poderão ser disponibilizados.

Na passada semana, a Comissão Europeia aprovou a antecipação para outubro das ajudas aos agricultores afetados pela seca em Portugal num total de 400 milhões de euros, uma medida que havia sido proposta pelo ministro da Agricultura português, Capoulas Santos.