Agricultura

EEA quer ações concertadas de bioeconomia e economia circular para uma Europa mais sustentável

EEA quer ações concertadas de bioeconomia e economia circular para uma Europa mais sustentável

A União Europeia colocou recentemente em marcha um conjunto de políticas focadas na Economia Circular e na Bioeconomia com o objetivo de criar uma Europa mais sustentável. A Agência Europeia do Ambiente (EEA) publica agora um relatório em que defende que só aplicando estes dois conceitos em conjunto é que será possível melhorar a eficiência dos recursos e reduzir as pressões sobre o ambiente.

O documento defende que estes dois conceitos têm objetivos e áreas de intervenção semelhantes, nomeadamente o desperdício alimentar, a biomassa e os produtos de base biológica, que podem beneficiar de sinergias, nomeadamente no que diz respeito ao design de infraestruturas.

A bioeconomia envolve a produção de recursos biológicos renováveis e sua reconversão em alimentos, produtos de base biológica e bioenergia e tem o potencial de transformar setores como a agricultura, a silvicultura, a pesca e as indústrias da energia e da biotecnologia.

“Ao estender o ciclo de vida dos produtos e ao reciclar materiais, uma abordagem circular e de bioeconomia pode ajudar a reter valor e funcionalidade dos materiais por mais tempo, assim como evitar o desperdício”, defende o estudo.