Financiamento

Estados-membros vão contribuir mais para a nova PAC

Estados-membros vão contribuir mais para a nova PAC

A nova Política Agrícola Comum (PAC), que será apresentada em novembro, poderá exigir aos Estados-Membros um aumento da sua contribuição de cerca de 1%. Por detrás deste aumento está a saída do Reino Unido na União Europeia, que atualmente tem uma contribuição total para o orçamento europeu de 12 mil milhões de euros por ano.

Phil Hogan, Comissário Europeu para a Agricultura, referiu recentemente que a saída do Reino Unido da UE irá deixar uma “lacuna” no orçamento europeu e que “estamos conscientes de que se eles saírem, não darão mais dinheiro, a menos que desejam fazer parte de alguns programas”.

Temos que encontrar um mecanismo para preencher essa lacuna se quisermos continuar com os programas existentes para os 27 Estados-membros que permanecerão”, defendeu Hogan, explicando que existe a possibilidade de a contribuição dos países aumentar em 1%.