Hortofrutrícolas

Frutalmente deverá produzir 4500 toneladas de fruta este ano

Frutalmente deverá produzir 4500 toneladas de fruta este ano

A Frutalmente, que tem neste momento cerca de 300 hectares em produção, prevê produzir cerca de 4500 toneladas de fruta este ano, um aumento de 50% face à produção de 2017. Numa nota enviada às redações, a organização de produtores explica que, desde que foi criada em 2012, já triplicou o número de produtores, que são hoje 19.

Para além da uva de mesa, cultura que esteve na origem da Frutalmente e cuja produção cresceu 30% este ano, a produção de fruta de caroço e de figos também deverá aumentar, passando de 500 toneladas para cerca de 1500 toneladas.

“Nos últimos anos, a Frutalmente tem diversificado as culturas e já tem no mercado nove tipos de fruta diferentes. Além da uva de mesa, o seu principal produto, que corresponde a cerca de 70% da sua produção, a Frutalmente produz e vende alperces, ameixas, pêssegos, maçãs, romã, peras rocha, diospiros, figos e, mais recentemente, bagas goji. Nos planos está uma maior diversificação de produtos. Em breve terá também morangos produzidos em hidroponia”, explica a organização.

Mário Rodrigues, diretor executivo da Frutalmente, acrescenta que “somos uma organização de produtores com a perspetiva de ajudar a produção a ser rentável. Acreditamos que há espaço para um aumento da produção nacional e para colocar mais fruta portuguesa no mercado”.

Este ano, a organização de produtores deverá ainda reforçar o seu investimento em comunicação para promover marcas como Dona Uva e Adoora.