Pecuária

Governo quer posições conjuntas em defesa da produção animal e vegetal

Governo quer posições conjuntas em defesa da produção animal e vegetal

O Secretário de Estado da Agricultura e Desenvolvimento Rural, Nuno Russo, salientou a importância de se articularem “esforços conjuntos e posições” para a defesa da produção e da saúde animal e vegetal. O Secretário de Estado marcou presença hoje, 22 de novembro, na sessão de encerramento do 55º Encontro Luso-Espanhol de Zoosanidade e de Fitossanidade Agrária, que decorreu em Santarém.

Nuno Russo referiu que “estes encontros também servem para se articularem esforços conjuntos e posições a assumir nos diferentes grupos de trabalho em Bruxelas, especialmente naquelas matérias que são de grande interesse para a Agricultura e a Pecuária Ibéricas”, de acordo com comunicado, e reforçou que “as ameaças do presente não diferem muito das que se foram sucedendo ao longo de mais de meio século”.

No encontro foram debatidas questões sanitárias de relevância para os dois países, como o controlo e erradicação de brucelose bovina, ovina e caprina nas diferentes regiões de Portugal e nas regiões contíguas de Espanha; a erradicação da tuberculose bovina em ambos os países, a vigilância sanitária na fauna silvestre e o controlo dos subprodutos da caça, fundamentais para o combate a esta doença, bem como a situação da Peste Suína Africana na UE e Ásia e o reforço das medidas preventivas que se justificam em face da evolução de doença.

O encontro serviu para debater, ainda, os assuntos fitossanitários, nomeadamente as estratégias de combate a ameaças sanitárias que afetam atualmente diversas espécies de interesse agronómico, como a batateira, os citrinos, os castanheiros e questões relacionadas com o “uso menor de produtos fitofarmacêuticos em plantas ornamentais e florestais”.