Floresta

Governo tem 1,9 M€ para contratar 150 sapadores florestais

Governo tem 1,9 M€ para contratar 150 sapadores florestais

O Governo vai abrir na próxima semana (17 de julho) um concurso para a criação de sete novas brigadas de sapadores florestais, compostas por três equipas cada uma, e para a criação de nove novas equipas de sapadores florestais, o que resultará num reforço de cerca de 150 elementos que se irão juntar aos 2000 efetivos que já fazem parte do Programa Nacional de Sapadores Florestais. Já no final de 2017, o Executivo tinha revelado a intenção de contratar, até 2019, cerca de 1000 sapadores florestais.

Numa nota enviada às redações, o Gabinete do Ministro da Agricultura explica que este concurso estará aberto até ao próximo dia 31 de agosto e faz parte de um plano nacional que estabelece como uma das suas metas “o aumento do contributo destas equipas para o trabalho de minimização do risco de incêndio e diminuição da área ardida, cumprindo, assim, os objetivos da Estratégia Nacional para as Florestas, que prevê a existência de 500 equipas de Sapadores Florestais até final de 2019.”

Esta medida conta com um financiamento de cerca de 1,9 milhões de euros, do Fundo Florestal Permanente, e está estruturada em dois lotes. O primeiro lote pretende criar “sete Brigadas de Sapadores Florestais e tem como beneficiários as Comunidades Intermunicipais, as Áreas Metropolitanas e os Agrupamentos ou Associações de Municípios.” O segundo lote, por sua vez, “tem como objetivo a criação de Equipas de Sapadores nas áreas prioritárias, identificadas pelo Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF). A este lote podem candidatar-se entidades gestoras de Zonas de Intervenção Florestal (ZIF), órgãos de gestão de baldios e suas associações, associações e cooperativas reconhecidas como Organizações de Produtores Florestais registadas no ICNF e Juntas de Freguesia e respetivos agrupamentos e associações.”