Agricultura

Portugal e Espanha definem estratégia conjunta de negociação da PAC

Portugal e Espanha definem estratégia conjunta de negociação da PAC

Os ministros da Agricultura de Portugal e Espanha estiveram esta semana reunidos para definir uma estratégia conjunta para as negociações da reforma da PAC.

Recentemente, Portugal, Espanha e França assinaram uma posição conjunta relativamente à proposta orçamental da Comissão Europeia para o próximo quadro comunitário de apoios, uma posição à qual aderiram entretanto mais 20 Estados-membros, que contestam os cortes financeiros na PAC.

A Comissão Europeia propôs em junho um pacote de cerca de 7,6 mil milhões de euros no Quadro Financeiro Plurianual (QFP) 2021-2027, a preços correntes, abaixo dos 8,1 mil milhões do orçamento anterior, prevendo-se uma verba de 4,2 mil milhões de euros para o primeiro pilar da Política Agrícola Comum (pagamentos diretos) e de 3,4 mil milhões de euros no segundo (desenvolvimento rural).

A proposta apresentada prevê ainda que os pagamentos diretos aos agricultores superiores a 60 mil euros tenham deduções e sejam limitados a 100 mil euros por exploração, estando os Estados obrigados a reservar 2% do montante recebido para os pagamentos diretos para a instalação de jovens agricultores.