Agricultura

Portugueses querem criar fertilizantes naturais com minhocas

Portugueses querem criar fertilizantes naturais com minhocas

O projeto português ‘Revolução das Minhocas’ vai receber apoio da Comissão Europeia. O objetivo é produzir fertilizantes naturais com recurso a minhocas e, ao mesmo tempo, reduzir o impacto ambiental.

De acordo com a Lusa, a ideia está a ‘germinar’ em Celorico de Basto. Pierre Del Cos, responsável pelo projeto Revolução das Minhocas ouvido pela agência noticiosa, explica que “a nossa sociedade perdeu a ligação à terra. Não sabemos de onde vêm os nossos alimentos, nem para onde vão os nossos desperdícios”.

Segundo o responsável, 99% dos alimentos que consumimos provêm da agricultura convencional, química ou não orgânica, sendo produzidos com fertilizantes criados a partir de recursos minerais limitados e acabando por ir parar ao lixo em menos de seis meses e depois seguir para aterros sem reincorporar o ciclo.

O que o projeto nacional pretende agora é, através do desenvolvimento da vermicompostagem, criar ‘minhocários’ com recurso a materiais naturais e reciclados, fertilizantes de minhoca e com as próprias minhocas. Estes ‘minhocários’ serão criados com madeira não tratada e permitirão aos produtos ter “um fim de vida sustentável, sem criar mais lixo”, explica ainda Pierre Del Cos.

Estas minhocas, acrescenta, “ajudam a transformar a maior parte dos resíduos da cozinha em fertilizantes naturais, em casa, de maneira divertida e higiénica”, o que permite “reduzir a pegada ecológica do lixo orgânico, cultivar alimentos saudáveis e a promover a agricultura sustentável”.

A ideia chegou agora à final nacional da ClimateLaunchpad, uma competição da Comissão Europeia que apoia ideias para a redução do impacto ambiental, depois de em março ter sido selecionada para a Incubadora Regional de Impacto Social, em Amarante.