Agricultura

Produção de tomate de indústria cai na UE impulsionada pelo mercado ibérico

Produção de tomate de indústria cai na UE impulsionada pelo mercado ibérico

A produção de tomate de indústria na União Europeia deverá registar uma quebra de 12% na campanha de 2018, uma diminuição impulsionada pelo mercado ibérico, onde se espera que a produção caia 22%. As previsões são da Comissão Europeia, que recentemente publicou um relatório sobre os mercados agrícolas que revela ainda que a produção mundial de tomate de indústria deste ano deverá cair 5% para um total de 35,9 milhões de toneladas.

De acordo com o relatório da Comissão Europeia, “esta redução poderá ser um ajustamento da produção à procura, depois do enorme crescimento da oferta em anos recentes. Contudo, esta hipótese só será confirmada quando os números finais estiverem disponíveis”.

Produção de cereais deverá atingir os 299 milhões de toneladas

A Comissão Europeia prevê ainda que a produção de cereais da União Europeia atinja um total de 299 milhões de toneladas na campanha de 2018/2019, menos 3% do que a média dos últimos cinco anos.

A produção de trigo mole deverá cair 3%, para um total de 138 milhões de toneladas, a produção de trigo duro deverá estabilizar nos 8,8 milhões de toneladas e a produção de milho deverá ficar perto dos 64 milhões de toneladas.

Produção de pêssegos e nectarinas em queda

Os dados da EuroPech, associação europeia que representa os produtores de pêssegos e nectarinas, preveem uma queda na produção de 11% face a 2017, com países como Espanha (-14%), França (-16%) e Itália (-10%) a impulsionarem esta diminuição. Face a este cenário, a Comissão Europeia espera uma quebra de 20% nas exportações destes frutícolas em 2018.

Produção de azeite atinge novo “recorde”

As previsões agrícolas da Comissão Europeia revelam ainda que a produção de azeite na campanha de 2017/2018 deverá atingir um total de 2,2 milhões de toneladas. A impulsionar este aumento de produção, que de acordo com a UE, é um “novo recorde”, estão Itália (135%), Portugal (94%) e Grécia (77%). A Comissão Europeia diz também que a produção europeia de azeite ajudará a impulsionar a produção mundial, que deverá atingir um total de 3,3 milhões de toneladas (+30% face à última campanha).