Floresta

Publicado livro que recupera história da Sociedade Portuguesa das Ciências Florestais

Publicado livro que recupera história da Sociedade Portuguesa das Ciências Florestais

Vai ser lançado esta semana o livro ‘Encontros Florestais. A criação da Sociedade Portuguesa das Ciências Florestais’, uma obra que recupera a história desta organização.

Da autoria de Ignacio García Pereda, o livro resulta de um projeto de investigação acerca da história da cultura florestal portuguesa, desde a Exposição Agrária de 1884 até a celebração dos congressos florestais nacionais organizados pela SPCF.

“Fundada em 1984, em pleno período de afirmação de uma política económica valorizadora da floresta, a SPCF espelha bem a visão do papel da silvicultura e marca a consolidação de uma consciência profissional, em que a gestão florestal é pensada em termos de um todo social, enquanto grupo especializado. A partir do estudo de elementos tais como os encontros, jornadas e conferências, anteriores e posteriores a 1984, este trabalho pretende compreender as formas que assume esta nova postura, as estratégias desenhadas para a sua sedimentação e os diferentes momentos da sua perceção. Quer no plano de uma identidade profissional, quer em termos da projeção de uma imagem reconhecida pelo país”, explica o autor da obra.

Ignacio García Pereda é formado em Engenharia Florestal na Escola de Eaux et Forêts de Nancy (ENGREF) e está a terminar um doutoramento sobre os primeiros engenheiros silvicultores ibéricos, Agustín Pascual (1818-1884) e Bernardino Barros Gomes (1839-1910). O autor é também Forest Campaigner da ONG Euronatura (Lisboa) e criou o Laboratório de História e Política Florestal, tendo formado um grupo de trabalho dedicado à investigação desses temas em Portugal.