Financiamento

Reforma da PAC: não haverá cortes no POSEI

Reforma da PAC: não haverão cortes no POSEI

O Comissão Europeu para a Agricultura, Phil Hogan, confirmou esta quinta-feira (28 de junho) que não serão feitos cortes de verbas no POSEI- Programa de Opções Específicas para o Afastamento e a Insularidade nas Regiões Ultraperiféricas, ao contrário do que tinha sido inicialmente anunciado na proposta inicial da Comissão Europeia para a reforma da PAC.

O anúncio foi feito durante a visita de Phil Hogan aos Açores, com o Comissário a sublinhar que “não haverá cortes nos fundos do POSEI, para todos, incluindo os Açores”. A proposta inicial da Comissão Europeia previa um corte de 3,9% nos fundos do POSEI para o próximo quadro comunitário de apoio, programa de apoio que engloba os Açores e a Madeira.

Capoulas Santos, ministro da Agricultura, acredita que o processo negocial que agora se irá iniciar irá incidir sobre “aspetos regulamentares que são importantes para Portugal”, notando que “é desejável salvaguardar o acréscimo de mais 160 milhões de euros à dotação atual dos apoios no primeiro pilar da PAC, que está já contemplado na proposta de Bruxelas e reduzir a taxa de cofinanciamento no segundo pilar, mantendo o nível de apoios aos agricultores suportado pelo orçamento comunitário”.