Quantcast
Vinho

Adega Cooperativa da Vermelha quer chegar a novos mercados internacionais

Adega Cooperativa da Vermelha quer chegar a novos mercados internacionais

Depois de ter eleito recentemente os novos órgãos sociais, a Adega Cooperativa da Vermelha, que agora é liderada por Rui Soares, anunciou que tem nos seus planos alcançar novos mercados internacionais.

Segundo o presidente, os vinhos da ACV estão atualmente presentes em mercados como Inglaterra, Holanda, França, Guiné, São Tomé, Moçambique, Angola, Brasil, Rússia, Polónia, Macau, China e Lituânia.

“Estamos a tentar expandir para outros países, tais como a Argélia, África do Sul e Colômbia”, aponta o dirigente, que revela que a adega está a desenvolver um trabalho promocional nesse sentido.

banner APP VR Mobile
 

Possuindo, em termos globais, acima de um milhar de sócios, a Adega Cooperativa da Vermelha tem no ativo cerca de 600 associados. “Este ano recebemos, aproximadamente, cinco mil toneladas de uva, enquanto no ano passado essa quantidade situou-se nos sete mil”, conclui Rui Soares.