- Vida Rural - https://www.vidarural.pt -

Agricultura espanhola em risco devido à qualidade de água de aquíferos

Os aquíferos da zona de Almeria [1] estão a ficar salinizados comprometendo o regadio [2] de uma das maiores zonas de produção hortofrutícola da Europa.

A notícia é da EuroNews que conta a história de Manuel Garcia Quero, agricultor no sudeste da Espanha, uma região com fraquíssimos níveis de pluviosidade e que depende das reservas subterrâneas.

Durante décadas, os aquíferos eram a solução para o problema da falta de chuva mas deixaram de funcionar devido à qualidade da água, uma vez que começaram a ser invadidos pelo oceano, situação que se verifica em mais da metade do abastecimento de água subterrânea costeira em Espanha.  “Durante todo este tempo vivemos, praticamente, com o aquífero inferior, até que os dois extremos do aquífero por onde o mar começa a entrar deixaram de funcionar por causa da qualidade da água. O aquífero não resiste”, avança o agricultor, citado pela Euronews.

“A água subterrânea do chamado pomar da Europa está cada vez mais salina. Se a água do mar continuar a penetrar isso pode arruinar a maioria destas culturas e comprometerá 40% do abastecimento de fruta e vegetais frescos no inverno para os mercados da Europa”, explica o artigo da Euronews.

Segundo os especialistas, as alterações climáticas estão a causar a expansão dos oceanos: “A água subterrânea alimenta-se, fundamentalmente, da infiltração da água da chuva. Estamos a perder recursos, por um lado pela falta de chuva, por outro pelo avanço da água do mar”, afirmou Juan de Dios, hidrólogo do Instituto Geológico e Mineiro de Espanha.

Os agricultores de El Ejido [município espanhol na província de Almería] já estão a utilizar uma misturar de água subterrânea com água dessalinizada e águas residuais urbanas purificadas. O objetivo é reduzir a salinidade e conseguir utilizar a água para a rega na agricultura e reabastecer o aquífero.

A ONU prevê que o nível das águas do mar aumente até um metro nos próximos 80 anos.