E-commerce

Amazon quer PME portuguesas a vender nas suas plataformas

A gigante de e-commerce Amazon lançou esta semana no mercado português uma campanha que pretende levar as empresas nacionais a vender os seus produtos através das suas plataformas e rede logística europeias. Numa nota enviada às redações, a empresa revela que através de uma conta unificada, as PME e empreendedores sedeados em Portugal poderão “listar os seus produtos em qualquer mercado europeu da Amazon e alcançar milhões de novos consumidores.”

“Para as empresas portuguesas e para qualquer vendedor na União Europeia, a Amazon proporciona um conjunto de ferramentas que facilitam a venda dos produtos no estrangeiro. Estas facilidades incluem informação sobre os serviços da Amazon e um manual de instruções, ambos em português, uma conta intuitiva de vendas, um eficiente serviço de entrega em Fulfilment by Amazon (FBA), apoio ao cliente em cinco línguas (inglês, espanhol, francês, alemão e italiano) e um método de pagamento simples. Uma vez submetido um novo produto pelo vendedor, ficará automaticamente disponível em todos os websites da Amazon na Europa, dando a oportunidade de alcançar milhões de clientes. As empresas que venderem na Amazon terão ainda acesso a relatórios abrangentes e a ferramentas de análise, pelo que têm acesso a informação em tempo real das suas vendas, o que lhes permite delinear ideias de negócio que os irão ajudar a definir os seus preços, marketing e estratégias de produto de forma mais efetiva”, explica a Amazon.

“As empresas portuguesas poderão vender em qualquer um dos nossos cinco websites europeus, para qualquer cliente de qualquer país do mundo. Vender internacionalmente nunca foi tão fácil. Além disso, estas empresas poderão utilizar o Fulfilment by Amazon, o que lhes permite enviar os seus produtos para um dos 31 centros de logítica de toda a Europa e nós tratamos do resto, garantindo uma entrega rápida ao comprador final e ainda a gestão do apoio ao cliente”, refere Francois Saugier, Director EU Seller Services. “Ao facilitar às empresas portuguesas o acesso ao mercado da Amazon é nosso objetivo apoia-las no crescimento dos seus negócios ao conecta-las com clientes internacionais. Queremos apoia-los na transição para uma economia digital.”

Para além de poderem vender os seus produtos nos sites da Amazon na União Europeia, as empresas portuguesas vão poder submeter tantos produtos quanto desejem nos sites. De acordo com a empresa, será também dado acesso aos centros de logística que a Amazon possui em sets países europeus, assim como a vários centros de atendimento ao cliente.