Regadio

Dois novos blocos de rega em construção em Alqueva

A Empresa de Desenvolvimento e Infraestruturas do Alqueva, S.A. (EDIA) anunciou o começo da construção de dois novos blocos de rega em Alqueva, no âmbito do projeto de expansão do Empreendimento do Plano Nacional de Regadios.

São mais 6 mil hectares, correspondentes aos blocos de rega de Évora e o de Cuba-Odivelas.

“A área a beneficiar pelo Bloco de Rega de Évora tem cerca de três mil hectares e está localizada no concelho de Évora, freguesias de Horta das Figueiras, Nossa Senhora de Machede e Torre de Coelheiros e está inserido no subsistema do Alqueva do Empreendimento de Fins Múltiplos do Alqueva”, lê-se no comunicado enviado à VIDA RURAL.

Segundo o mesmo, o bloco de rega será “equipado com um reservatório semi escavado e impermeabilizado com tela e terá um volume útil de 50 mil m3; uma rede de rega com perto de 30 km; 25 hidrantes e 45 bocas de rega”.

Por sua vez, o bloco de rega de Cuba-Odivelas desenvolve-se entre os Concelhos de Cuba, Alvito e Ferreira do Alentejo e ocupa uma área perto dos 2.800 hectares. Este bloco será equipado com uma rede de condutas de cerca de 34 km de extensão, 21 hidrantes e 40 bocas de rega.

A tomada de água para o circuito hidráulico de Cuba-Odivelas vai localizar-se no Canal Alvito-Pisão, entre o adutor da Vidigueira e a derivação para o reservatório Cuba-Oeste.

Alqueva equipa cerca de 120 mil hectares com infraestruturas de rega, iniciando-se agora a segunda fase para instalação de mais cerca de 50 mil hectares, totalizando em 2023 um total de 170 mil hectares, uma expansão que está inserida no Plano Nacional de Regadios.