Agroindústria

Governo vai lançar ‘serviço eletrónico’ para medir e reduzir desperdício alimentar

Governo vai lançar ‘serviço eletrónico’ para medir e reduzir desperdício alimentar

A Comissão Nacional de Combate ao Desperdício Alimentar, entidade responsável pelo desenvolvimento da ‘Estratégia Nacional e Plano de Ação de Combate ao Desperdício Alimentar’ e que reúne representantes do setor agrícola, da agroindústria e da grande distribuição, está a criar um novo mecanismo de combate ao desperdício alimentar.

Em declarações à TSF, o chefe de Divisão de Organização da Produção Agroalimentar do Ministério da Agricultura, Nuno Manana, revela que com o objetivo de reduzir, prevenir e controlar os números do desperdício em Portugal, o Governo vai lançar ainda este ano “um serviço eletrónico para reduzir o desperdício alimentar”. A plataforma pretende facilitar o contacto entre as instituições e os produtores, de acordo com a localização e o tipo de alimentos.

“Imagine que eu sou um produtor de pera rocha ou gerente de um supermercado e sei que hoje ou amanhã vou ter vários quilos de um determinado produto, quem estiver do outro lado, que serão genericamente IPSS, de acordo com as preferências que comunicaram em termos de localização da disponibilidade e de alimentos, é notificado para poder ser alertado dessa disponibilidade”, explica Nuno Manana à TSF.

De acordo com o responsável, o serviço já está pronto, faltando apenas “contratação pública e o lançamento ao longo de 2019”, que de acordo com Manana será “um marco importante.” Recorde-se que, em 2020, o desperdício alimentar em Portugal começará a ser medido através de um sistema europeu. A meta é medir a evolução anual e, até 2030, reduzir o desperdício alimentar para metade, um dos ODS das Nações Unidas.