Agroindústria

Já são conhecidos os vencedores do ‘Prémio Empreendedorismo e Inovação Crédito Agrícola’

Já são conhecidos os vencedores do ‘Prémio Empreendedorismo e Inovação Crédito Agrícola’

Os vencedores do ‘Prémio Empreendedorismo e Inovação Crédito Agrícola’ foram conhecidos esta semana. Na edição deste ano, a organização atribuiu um prémio de 25 mil euros, que será dividido pelas cinco startups vencedoras.

Na categoria de ‘Produção e Transformação’ o vencedor foi o projeto Soilife, um processo sustentável para reduzir a fitoxicidade do bagaço de azeitona fornecendo ao mesmo tempo um substrato para a agricultura.

Já na categoria ‘Comercialização e Internacionalização’ foi premiada a startup Noocity, empresa sediada no Porto e que desenvolve produtos e serviços inteligentes para a prática da Agricultura Urbana doméstica.

Na categoria ‘Desenvolvimento Rural’, o prémio foi atribuído à Informat Intelligent Forest Management Technologies, um projeto que assenta num sistema robotizado com funcionamento semiautónomo para limpeza do mato e criação de faixas de gestão biocombustível e que recentemente foi também premiado na primeira edição do programa do Governo GovTech.

A categoria de ‘Inovação em Consórcio: Grupo Operacionais’ premiou o projeto Maissolo, uma iniciativa para a melhoria da proteção das culturas e diminuição da dependência e uso exclusivo de pesticidas.

O concurso premiou ainda, com um prémio de ‘Reconhecimento Especial’, o projeto Lhana, uma marca criada e registada para promover uma série de produtos diferenciadores cuja matéria-prima é a lã de ovelhas de raças autóctones portuguesas. Destaque para os sabonetes esfoliantes 100% naturais e biológicos, revestidos com lã Churra Galega Mirandesa, raça autóctone em vias de extinção do Planalto Mirandês, cujo processo consiste em envolver um sabonete sólido com mechas de lã previamente cardada, sendo depois submetido a um processo de feltragem através da fricção em água quente.