Aquicultura

Jerónimo Martins Agroalimentar investe em aquicultura

A Jerónimo Martins Agroalimentar e a Marisland – Madeira Mariculture assinaram uma parceria que irá dar origem a um novo operador de aquicultura na Madeira, através da constituição de uma sociedade participada pelas duas empresa. Numa nota enviada às redações esta quinta-feira (9 de junho), a Jerónimo Martins revela que a empresa irá produzir dourada em regime de aquicultura.

De acordo com a Jerónimo Martins, o projeto traduz-se num investimento de quatro milhões de euros por parte da nova sociedade participada da Jerónimo Martins Agroalimentar e terá uma capacidade de produção, numa primeira fase, de cerca de 550 toneladas de peixe por ano, que podem vir a chegar às 1200 toneladas.

Para além disso, este novo operador criará dez postos de trabalho diretos, que incluem desde mergulhadores, técnicos administrativos e de contabilidade.

Para a Jerónimo Martins Agroalimentar, “este é o primeiro projeto na área da aquicultura, que se segue aos investimentos já anunciados anteriormente nas áreas do leite e lacticínios e da produção de carne bovina da raça Angus, que se encontram a operar”, refere. A Marisland, por sua vez, desenvolve toda a sua atividade no setor da aquicultura na Madeira.

Carlos Batista, Sócio-gerente da Marisland, considera que esta parceria“ é um passo natural na estratégia de consolidação e crescimento da Marisland na Madeira, e vem permitir aliar ao nosso forte conhecimento nas vertentes da Investigação de produtos de aquicultura e da sua produção a capacidade financeira e de escoamento asseguradas pela Jerónimo Martins. ”

Para António Serrano, CEO da Jerónimo Martins Agroalimentar, “para além de representar a entrada que procurávamos no negócio da aquicultura, esta parceria tem a enorme vantagem de nos permitir, a prazo, começar a substituir importações de dourada por produção nacional”.