Agroindústria

Mercados abastecedores europeus unem-se para influenciar política europeia

Mercados abastecedores europeus unem-se para influenciar política europeia

Os membros europeus da União Mundial de Mercados Grossistas subscreveram em julho, em Paris, uma declaração conjunta para reforçar a colaboração entre si e aumentar a sua visibilidade junto das organizações europeias e internacionais. O documento foi assinado pelo CEO do grupo SIMAB, Rui Paulo Figueiredo, que esta terça-feira (6 de novembro) participa, em Bruxelas, na apresentação pública da ‘Declaração de Paris’.

Esta declaração pretende destacar a importância do modelo de mercado abastecedor para assegurar políticas chave da UE, como a segurança alimentar, economia circular, fornecimento, distribuição e rastreabilidade de produtos frescos para os cidadãos europeus, assim como a função dos mercados grossistas na valorização da produção agrícola e na salvaguarda do modelo agrícola europeu baseado na diversidade dos seus produtos.

De acordo com o documento, o desafio para o modelo de mercado grossista europeu passa por aumentar a sua atratividade e a competitividade da produção europeia. No âmbito deste acordo, os mercados grossistas europeus comprometem-se a aumentar a sua cooperação para melhorar a regulamentação do setor, a fim de aumentar o seu desempenho e competitividade, desenvolver inovações para promover a tecnologia e continuar a apoiar a produção agrícola europeia, promover a qualidade de distribuição de produtos frescos no UE, bem como a investir no desenvolvimento de novos desafios no setor.

A declaração foi subscrita por todos os mercados membros da Grupo Europeu da União Mundial de Mercados Abastecedores (WUWM), que inclui 120 mercados que representam 22 países europeus.