Quantcast
Sustentabilidade

PAN quer divulgação no retalho dos custos ambientais dos alimentos

O novo projeto de lei que o grupo Parlamentar Pessoas-Animais-Natureza (PAN) apresentou no Parlamento pretende tornar obrigatório informar o consumidor dos custos ambientais da produção dos produtos alimentares, destinados à venda a retalho, juntamente com o preço de venda.

Em comunicado, o PAN afirma que, como o “setor alimentar é um dos setores com maior impacte ambiental”, “é assim fundamental que o consumidor possa fazer as suas escolhas, consciente dos impactes ambientais que cada produto oferece, seja quando o adquire diretamente, seja quando o consome na restauração”.

 

O partido recorda que a União Europeia já possui estudos sobre os impactes ambientais para alguns produtos alimentares, utilizando a metodologia de análise do ciclo de vida (ACV), designadamente a carne de porco, carne bovina, aves, leite, queijo, manteiga, pão, açúcar, óleo de girassol, azeite, batatas, laranjas, maçãs, água mineral, café torrado, cerveja e refeições pré-preparadas.

banner APP

A avaliação do impacte ambiental do consumo médio de alimentos de um cidadão europeu, com recurso à ACV, permitiu concluir que 30% do total de impactes ambientais se situam no consumo.  A fase agrícola, seguida pela fase de processamento e a logística de alimentos, é a com maior relevância a nível desses impactes, informa o PAN.

 

Pode consultar a proposta de lei, aqui.