Quantcast
Floresta

rePLANT junta empresas e universidades para a defesa da floresta

rePLANT junta empresas e universidades para a defesa da floresta

O rePLANT é o novo projeto que junta mais de 20 entidades com o objetivo de trazer novas tecnologias para desenvolver a floresta portuguesa e torná-la mais segura. Em comunicado, o rePLANT anuncia que, para alcançar esse objetivo, vão ser investidos cerca de 6 milhões de euros, envolvendo mais de 70 investigadores e técnicos especializados.

Este projeto pretende desenvolver até junho de 2023 iniciativas como: monitorizar a floresta através de câmaras óticas; simular e prever o comportamento do fogo; desenvolver novos modelos de gestão florestal sustentável para as principais espécies florestais portuguesas; e utilizar a robótica nas operações florestais.

O rePLANT pretende ter “impacto em todo o ecossistema produtivo e empresarial do setor e melhorar a segurança das populações que vivem em espaços florestais, os sistemas de prevenção e combate aos incêndios, reduzir as ameaças à biodiversidade, aumentar a resiliência da floresta e das infraestruturas e a competitividade do setor”.

“Esta iniciativa pretende responder aos desafios de valorização e defesa da floresta, num setor com mais de 24 mil empresas, responsável por mais de 100 mil empregos e que representa cerca de 10% das exportações do país, contribuindo para o aumento da biodiversidade e da resiliência da floresta portuguesa”, afirma Carlos Fonseca, Diretor Científico e Tecnológico do ForestWISE – Laboratório Colaborativo para Gestão Integrada da Floresta e do Fogo, que fará a gestão deste projeto com a The Navigator Company.

O rePLANT está estruturado em três grandes áreas de atuação:

  1. Gestão da floresta e do fogo – liderada pela Sonae Arauco e pelo Instituto Superior de Agronomia da Universidade de Lisboa
  2. Gestão do risco – sob coordenação da REN – Redes Energéticas Nacionais e da Universidade de Coimbra
  3. Economia circular e cadeias de valor – sob gestão da The Navigator Company e do ForestWISE
Entidades envolvidas

O projeto possui um investimento de 5,6 milhões de euros e é apoiado pelo Compete/Portugal 2020, através dos programas POCI e Lisboa 2020. O rePLANT junta as seguintes entidades: o ForestWISE;  a The Navigator Company; a REN; a Sonae Arauco; a Altri Florestal; a Amorim Florestal; a DS Smith; a EDP Distribuição; o Instituto de Engenharia de Sistemas e Computadores, Tecnologia e Ciência; a Universidade de Coimbra; o Instituto Superior de Agronomia da Universidade de Lisboa; a Whereness; a EDP Labelec; a Trigger Systems; a Frazivel; a Tesselo; a Florecha; o Instituto Nacional de Investigação Agrária e Veterinária I.P.; a Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto; e a Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro.