Agroindústria

Serpa cria Centro Tecnológico Agroalimentar

Serpa cria Centro Tecnológico Agroalimentar

O município alentejano de Serpa vai investir cerca de 2 milhões de euros para criar um centro de investigação, desenvolvimento tecnológico e inovação empresarial no sector agroalimentar – o CETAA, revela a publicação regional Tribuna Alentejo.

De acordo com a publicação, este centro contará com três linhas piloto semi-industriais – uma para produtos hortofrutícolas, uma para produtos lácteos e outra para produtos de pastelaria e panificação – e um laboratório para apoio a ensaios e experimentação na área agroalimentar.

Entre as entidades promotoras do projeto contam-se o Instituto Politécnico de Beja, a Associação Empresarial do Baixo Alentejo e Litoral, a Associação de Defesa do Património de Mértola, o Biodamasco – Agrupamento de Produtores Biológicos e várias empresas da região.

Este centro será instalado na futura área de expansão da Zona Industrial de Serpa e o investimento inicial inclui a construção de um edifício de raiz e aquisição de equipamento específico de uso coletivo, infraestruturas tecnológicas, equipamento informático e administrativo e sistemas de informação e comunicação.