- Vida Rural - https://www.vidarural.pt -

Syngenta quer melhorar biodiversidade em 3 milhões de hectares agrícolas

A Syngenta [1] reforçou o seu compromisso de melhorar a biodiversidade em 3 milhões de hectares de terras agrícolas a nível global até 2025, no âmbito do seu programa internacional para a agricultura sustentável “The Good Growth Plan [2]”.

“Há mais de 12 anos iniciámos o desenvolvimento de programas de extensão da biodiversidade como o Operation Pollinator e com estas iniciativas demonstrámos que agricultura e biodiversidade são compatíveis, sem esquecer a sustentabilidade económica e a rentabilidade das explorações agrícolas”, afirmou o responsável de agricultura sustentável da Syngenta para a Península Ibérica, Luis Miranda, citado em comunicado.

 

O projeto Operation Pollinator [3]foi posto em prática para reverter a redução da área de espaços naturais onde a fauna e a flora silvestres podem desenvolver-se, causada pela agricultura em si. Este projeto, enquadrado em 2013 no  “The Good Growth Plan”, já beneficiou 6,4 milhões de hectares.

Impacto do projeto na Península Ibérica

“Iniciámos o Operation Pollinator em Portugal há mais de uma década e orgulhamo-nos de ter como parceiros neste caminho de aliança entre agricultura e biodiversidade empresas agrícolas de referência, entre as quais Vitacress, Sogepoc, Nutrifarms, The Summer Berry Company Portugal e Vera Cruz. Em 2020, o Operation Pollinator chegou também à cidade de Lisboa – Capital Europeia Verde – sensibilizando o público urbano para a importância dos polinizadores na agricultura, na alimentação e nos ecossistemas urbanos”, afirmou a responsável de sustentabilidade da Syngenta em Portugal, Felisbela Torres de Campos.

 banner APP [4]

Em Portugal e Espanha foram implementados até ao momento mais de 450 hectares de margens multifuncionais equivalentes a mais de 1.000 km. Mais de 16.200 hectares de terras agrícolas foram beneficiados em ambos países. Além disso, foram identificadas mais de 500 espécies nas margens Operation Pollinator.

Um estudo de três anos de monitorização em 10 explorações agrícolas na Península Ibérica, citado pela Sygenta, revela que, com este programa, a média de espécies aumentou 130%: 170% mais de himenópteros, 96% mais de lepidópteros, 115% mais de coleópteros e 252% mais de dípteros.

O Operation Pollinator integra o investimento anunciado pela Syngenta de 2.000 milhões de dólares em projetos de inovação em proteção de culturas visando uma agricultura cada vez mais adaptada às alterações climáticas.