- Vida Rural - https://www.vidarural.pt -

Exportações de Vinhos do Alentejo continuam a crescer

As exportações de Vinhos do Alentejo [1] registaram uma subida de 12,4% em valor e de 9,7%, em volume no primeiro semestre de 2022, o que corresponde a 37,1 milhões euros e 10,4 milhões de litros de vinho vendidos para o estrangeiro, face a igual período de 2021.

Segundo os dados divulgados pela Comissão Vitivinícola Regional Alentejana [2] (CVRA), Brasil, EUA, Canadá, Polónia e Suíça foram os destinos que mais contribuíram para os resultados positivos alcançados.

 

Entre janeiro e junho, também o preço médio por litro de vinho subiu 2,5%, para os €3,57, com o vinho de Denominação de Origem Controlada (DOC) a registar um crescimento mais acentuado, de 6,1% – para os €5,35 – e o Regional a crescer 4%, para os €3,05, um índice importante que “mostra, uma vez mais, que a qualidade dos vinhos alentejanos está a ser valorizada lá fora, com os consumidores a estarem dispostos a pagar um valor mais elevado pelos nossos vinhos”, explica Francisco Mateus, presidente da CVRA.

Brasil e EUA impulsionam exportações

banner APP [3]
 

Para a alavancagem dos bons resultados obtidos, destacam-se os mercados brasileiro (a atingir +23% em valor e +26% em volume), norte-americano (com +21% em valor e +14% em volume), o canadiano (+17% em valor e +9% em volume) e o polaco (+3% em valor e +1% em volume). Também o mercado suíço, o segundo mercado que mais vinho alentejano importa em valor, cresceu mais 9% nesta variável, tendo, no entanto, diminuído o volume em 3%.

“Voltámos a registar um crescimento muito positivo que ilustra o esforço e trabalho que os produtores alentejanos têm empregado na divulgação dos nossos vinhos além-fronteiras, a par com o investimento na sua qualidade, e sustentabilidade da sua produção, no entanto, nos meses de abril a junho começámos já a verificar um abrandamento deste crescimento que, apesar de tudo, se manteve ainda acima dos números registados no ano passado em todas as variáveis de volume de vinho vendido, preço por litro e valor”, afirma Francisco Mateus.

 

A Austrália, que, em 2021, se afirmou no TOP 20 dos mercados de exportação de vinhos do Alentejo, continuou a reforçar a sua posição com um crescimento de 38% em valor e de 57%, em volume. Em sentido contrário, os mercados asiáticos da China e Macau e mercados da União Europeia, como França e Suécia, registaram quebras na compra de vinhos do Alentejo.

Recorde-se que, em igual período de 2021, o Alentejo exportou 9,5 milhões de litros de vinho, correspondentes a 33 milhões de euros, a um preço médio por litro de €3,49.