- Vida Rural - https://www.vidarural.pt -

Parlamento europeu quer garantir o bem-estar dos animais durante o transporte

O Parlamento Europeu (PE) aprovou as recomendações finais da comissão de inquérito sobre a proteção dos animais durante o transporte [1], nos quais é defendido que a União Europeia (UE) e os Estados-Membros devem intensificar os seus esforços a este nível e que as regras europeias nesta matéria devem ser atualizadas.

Entre as recomendações, de acordo com o comunicado do Parlamento Europeu, está que seja dada preferência ao transporte de carcaças ou de carne em vez de animais vivos. A votação contou com 557 votos a favor, 55 contra e 78 abstenções.

 

Todos os anos, milhões de animais são transportados em distâncias longas e curtas no interior dos Estados‑Membros e entre estes, bem como para países terceiros. “Tal prática pode ser facilmente substituída pelo transporte de carne, produtos animais e material genético”, afirma o PE.

Os eurodeputados salientam que o regulamento relativo ao transporte de animais, adotado há mais de 15 anos [2], “não estabelece condições consentâneas com a investigação científica e os conhecimentos científicos mais recentes sobre a fisiologia e as necessidades dos animais”.

banner APP [3]
 

O relatório da comissão de inquérito nota que as regras em vigor nem sempre são respeitadas nos Estados‑Membros e não têm plenamente em conta as diferentes necessidades dos animais, os requisitos em matéria de alimentação e abeberamento, de temperatura, humidade ou manuseamento.

O PE recomenda, entre outros, que na futura legislação:

 

A eurodeputada portuguesa Isabel Carvalhais [4] (S&D), correlatora do documento com o eurodeputado romeno Daniel Buda (PPE), afirmou: “Precisamos de investir em mais e melhores soluções para reduzir a necessidade de transporte de animais vivos. Devemos ter em mente, contudo, a dimensão social do que estamos a propor e como isto afetará as pessoas”.