Quantcast
Vinha e Vinho

Vinhos do Tejo exportam mais 30% no primeiro semestre

A Comissão Vitivinícola Regional do Tejo (CVR Tejo) revelou que a exportação de vinhos do Tejo aumentou 36,76%, durante o primeiro semestre.

A Comissão Vitivinícola Regional do Tejo (CVR Tejo) revelou que a exportação de vinhos do Tejo aumentou 36,76%, durante o primeiro semestre de 2021, face ao período homólogo. Em comunicado, a entidade informa ainda que a certificação também aumentou, no valor de 14,33%.

Foram alvo de certificação mais de dezassete milhões de litros de vinho, dos quais 1.249.609 litros como DOC do Tejo e 15.902.457 litros de IG Tejo. “Estes números correspondem apenas a metade do ano, fazendo assim perspetivar que, mais uma vez, o valor anual será superado”, considera a CVR Tejo.

Recorde-se que, no ano passo, a certificação cresceu 28%.  Para este ano, a previsão é de um aumento anual de cerca de 5%, face a 2020. Contudo, a CVR Tejo acredita que essa fasquia deverá ser ultrapassada, se o ritmo continuar igual.

banner APP

No que toca à exportação, os principais mercados foram a Suécia, o Brasil, a Polónia, a França, os Estados Unidos da América e a China, respetivamente.

A CVR Tejo considera que este ranking “poderá sofrer alterações até ao final do ano, com o Brasil a voltar ao pódio – está já a notar-se uma boa retoma deste mercado, com forte afinidade para os vinhos portugueses e, em especial, para os vinhos da região do rio Tejo”.