Quantcast
Agricultura

Projeto de agricultura da Universidade da Madeira recebe mais de 1 milhão de euros

Projeto de agricultura da Universidade da Madeira recebe mais de 1 milhão de euros iStock

A Universidade da Madeira anunciou que o projeto que coordena – “isUP-AgrO: Unlocking the Potential for Agricultural research on an EU Outmost region: boosting ISOPlexis Centre” – foi aprovado pela União Europeia (UE), no âmbito do Programa Horizon Europe, e irá receber cerca de 1 milhão e 400 mil de euros de financiamento.

O projeto pretende proporcionar formação a jovens cientistas, desenvolvendo as competências de investigação e de gestão de I&D, nomeadamente na área de “monitorização inteligente de agrossistemas e fenotipagem de campo e alta intensidade dos recursos genéticos”, refere a Instituição.

 

O financiamento será direcionado para a melhoria da atividade de investigação do ISOPlexis – Centro de Agricultura Sustentável e Tecnologia Alimentar, de forma a ser criado um centro de excelência de investigação para o sector da agricultura e agroalimentar, refere a Universidade num comunicado publicado no seu site.

De acordo com a Instituição, para alcançar este objetivo, serão implementadas, a partir de julho de 2025 e até 2028, atividades de networking, formação e investigação entre os parceiros no consórcio.

banner APP
 

Além da Universidade da Madeira, o projeto vai também envolver a Universita Degli Studi Di Parma (UNIPR), em Itália, e a Agência Estatal Consejo Superior De Investigaciones Científicas (CSIC), em Espanha. Também a empresa SATURTECH participa na iniciativa, realizando consultadoria para “melhorar a capacidade do líder do consórcio na gestão e criação de consórcios competitivos aos programas europeus”, refere o comunicado.

“O projeto envolverá atividades de troca de conhecimento entre parceiros através de uma estratégia que compreende investigação conjunta, intercâmbio de especialistas, formação e treino, 5 escolas de verão conjuntas, workshops, realização de um simpósio internacional, bem como participação em conferências, atividades de divulgação e elaboração conjunta de candidatura para a continuação do consórcio”, sublinha o comunicado da Universidade.

 

E continua: “os objetivos e atividades estão alinhados com a EREI – Estratégia Regional de Especialização Inteligente e com as atividades do domínio prioritário da Agricultura, Alimentação e Bioeconomia. E, conta com a colaboração e apoio de diversas entidades e parceiros regionais, sendo de realçar o apoio da Unidade de Implementação da EREI e da Secretaria Regional de Agricultura e Ambiente”.