Especial Hortofrutícolas

Biofortificação de maçãs em cálcio

O desenvolvimento de técnicas de enriquecimento em cálcio em variedades de maçã constitui uma medida profilática que poderá promover a saúde pública e potenciar o desenvolvimento de um novo mercado a nível nacional e internacional.

O consumo mínimo diário de 400 g de frutas e vegetais aumenta a resistência às infeções e previne o aparecimento de doenças.

A opção por uma dieta alcalinizante, à base de frutas e vegetais, propicia acentuados benefícios para a saúde, em particular a redução da perda de cálcio da massa óssea.

O facto de a osteoporose estar em grande crescimento, quer na população sénior, quer entre os jovens com tendência para a obesidade, está a impulsionar o aparecimento de suplementos e aditivos alimentares, que se propõem corrigir tal disfunção, mas que frequentemente se têm revelado ineficazes. Com este propósito, procurámos encontrar novos produtos alimentares, designadamente maçãs biofortificadas com cálcio, que permitam aumentar o cálcio bioassimilável pelo nosso organismo e preservar a saúde óssea.

Veja o artigo completo aqui.