Quantcast
Agricultura

CAP diz que custos de produção não deixam agricultura nacional crescer

O alerta é da Confederação dos Agricultores de Portugal (CAP): os custos de produção, que esmagam as margens dos produtores, têm impedido o crescimento da agricultura nacional. De acordo com João Machado, presidente da organização, os custos de produção elevados e os preços de venda baixos estão a colocar um travão à produção portuguesa.

Estas declarações foram proferidas no âmbito de um encontro de dirigentes associativos do Ribatejo com a CAP, que está a organizar ao longo deste mês vários Conselhos Consultivos Regionais.

João Machado aproveitou a ocasião para defender que “os clientes preferem os produtos portugueses, mesmo mais caros”, contudo, a produção nacional ainda não consegue competir com produtores de outros países no abastecimento de algumas empresas agroindustriais, como é o caso da Monliz, visitada durante este encontro e referida como exemplo pela CAP.

“Esta é uma área que tem que ser mais tratada. Para crescer, os custos de produção têm que ser mais compatíveis”, referiu João Machado.

O próximo Conselho Consultivo da CAP irá realiza-se no Alto Alentejo, em Castro Verde, no próximo dia 13 de janeiro.