Quantcast
energia solar

Casa Cadaval aposta em painéis solares fotovoltaicos

A Casa Cadaval acaba de anunciar a instalação de painéis solares fotovoltaicos que ocupam uma área de cerca de 6.120 m2. Este investimento dará uma capacidade de produção anual de 1.309,18Mwh e estima-se que se evitem emissões na ordem das 288 toneladas de CO2. O fornecimento e instalação desta central foi da responsabilidade da empresa Ikaros-Hemera em pareceria com a Gameiro Renováveis.

A Casa Cadaval optou por um modelo de investimento externo, ou seja, recebe uma renda pelo sistema de painéis solares fotovoltaicos instalado no seu espaço e, no final do contrato, o sistema passa a ser sua propriedade, sem custos adicionais.

António Saldanha, diretor na Casa Cadaval, revela em comunicado que a empresa “tem cerca de 5.000 hectares, por isso a adoção de energias que contribuam para o bom funcionamento da produção e para um ambiente mais limpo é prioritário. Este projeto é a mais recente aposta na sustentabilidade, neste momento produzimos quase 70% da energia elétrica que consumimos. Contudo, a Casa Cadaval tem outros exemplos como a aplicação de produtos fitossanitários amigos do ambiente para a proteção integrada das vinhas, um sistema de tratamento de resíduos provenientes das atividades desenvolvidas na adega e todo o oxigénio produzido por 3.500 hectares de floresta.”

Duarte Caro de Sousa, diretor-geral da Ikaros-Hemera explica a nova aposta de modelo de negócios: “A Ikaros-Hemera tem vindo a promover projetos solares fotovoltaicos com especial foco no setor agrícola e de retalho, recorrendo a este modelo de negócio de investimento de terceiros, e atualmente mais de metade da nossa atividade é proveniente deste modelo.”

O investimento foi suportado pela Gameiro Renováveis – Produção de Energia, Lda., sociedade que resulta de uma parceria entre António Lopes Gameiro e Nelson Gameiro, ambos de Torres

Novas. Os sócios explicam a sua motivação no investimento: “Este projeto na Casa Cadaval permite-nos obter rentabilidades interessantes e com um nível de risco bastante reduzido e, por outro lado, contribuir para a descarbonização e sustentabilidade das atividades onde instalamos estes sistemas.”

Para além da Casa Cadaval, estas empresas estão envolvidas em vários projetos no setor agro, com destaque para a Orivárzea, Cooperfrutas, Sociedade Agrícola da Herdade das Malhadinhas, Torriba, EDIA, Herdade dos Fidalgos, Casa Agrícola Irmãos Raposo, Herdade do Ameixial, Quinta da Alorna e Adega da Falua.